Author:
• segunda-feira, dezembro 22nd, 2014

Pela janela dos meus olhos
Vejo a noite que chega iluminada
Sento-me à beira mar e te espero.

Fixo o céu de estrelas brilhantes
E vejo-te em cada brilho do luar
Deito-me na areia e me aqueço
Procuro-te e a lua sorri complacente
Fiel escudeira e cúmplice deste amor
O mar banha meu corpo e geme de prazer
No êxtase previsível percorre meu abdômen
Deixando-me à deriva, totalmente perdida
Rolo na areia e conduzo-me peregrina
Tocando nas águas límpidas da minha pelve.

Esquecida nas brumas do tempo me deixo amar
Iluminada por estrelas que não deixam de brilhar.

Category: Poetisas, Rose Sadalla  | Tags:
You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. Both comments and pings are currently closed.

Comments are closed.