Author:
• terça-feira, dezembro 23rd, 2014

Costuma-se muito dizer
Que o melhor mesmo da festa
É a gente esperar por ela…

Eu ando assim, meu amor:
O desejo aumentando…
Suspiros e devaneios,
Arfante roçar de seios,
Meu corpo está te chamando…

Percebo, dia após dia,
Que me desejas também.
E, enquanto não chega a hora,
Eu sonho, tal como agora,
Que desta vez você vem.

Que gosto terá teu beijo?
Um sabor de ambrosia
É o que estou imaginando,
Mas só saberei sugando
A tua boca macia…

Que aroma terá teu corpo?
Perfume de sedução…
Quero cheirá-lo inteirinho,
Saboreá-lo todinho,
Explodindo de paixão…

Nesta espera alucinada
Por tão ansiada festa,
Prazeres que tanto quero,
Em meu desejo sincero,
Aguardar é o que me resta.

Quero entregar-me inteira,
Com total insensatez,
Deixar-te me devorar,
E alucinadamente gozar
A nossa primeira vez…

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. Both comments and pings are currently closed.

Comments are closed.