Author:
• terça-feira, dezembro 23rd, 2014

A mesma sede de prazer,
O mesmo afã de bem-querer,
A mesma ânsia de viver,
Corpos ardentes a gemer,
Êxtases de enlouquecer…

Somos dois seres tão unidos
Que parecem ser só um…
É, pois, impossível negar:
Temos muito em comum!…

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. Both comments and pings are currently closed.

Comments are closed.