Archive for ◊ setembro, 2015 ◊

Author:
• quarta-feira, setembro 30th, 2015

Que nossos dias repousem
Nas flores da primavera,
Desabrochando nos corações
Os botões da perseverança.

E que as flores entreabram
Exalando um perfume inebriante
Extinguindo as ervas daninhas
Enxertando muita esperança.

Que a primavera chegue
Colorindo e contagiando os olhares
Nos cegando ao que é danoso,
Descortinando muito amor e paz.

Neuza Maria de Barros
30/09/2015

Category: Home, Neuza Maria de Barros, Poetisas  | Tags:  | Comments off
Author:
• quarta-feira, setembro 30th, 2015

Os meus passos já pisaram
O chão com estradas íngremes
Com muitos vales sombrios
E tantos sonhos perdidos,
Elevadas montanhas
E também muitos abismos,
Que se superaram nas dores
De cada lágrima caída,
De cada desafio vivido.
O que me é doloroso
São as dores do mundo
O que fazer por acabar
Com as tristezas de outrem?
Quando se sente no peito
As tristezas de quem está triste?
Peço ao vento que leve
As tristezas que assolam o mundo,
Prendam-nas e as encarcerem
Devolvendo as alegrias
E a paz a toda gente.

Neuza Maria De Barros
28/09/2015

Category: Home, Neuza Maria de Barros, Poetisas  | Tags:  | Comments off
Author:
• sexta-feira, setembro 25th, 2015

Das atitudes que me compõe
Não sou boa e nem ruim.
Em dias que fui meu melhor
Nem todos me viram assim,
Perdida, quase não me achei
Pois havia esquecido de mim.
Por isso hoje insisto, digo
Não sou boa e nem ruim,
Me respeito em me ouvir
Simplesmente sou verdadeira
Ouvindo meu coração,
Antes de dizer sim ou não.

Neuza Maria De Barros
22/09/2015

Category: Home, Neuza Maria de Barros, Poetisas  | Tags:  | Comments off
Author:
• sexta-feira, setembro 25th, 2015

Somos o tempo que corre
Somos as luzes e as horas
Somos registros que guardam
Todos os tempos em memória.

Somos os atos insanos
De tempos que a luz não viu
A refletir no agora
Por renascer e florir.

Ao vento entrego a saudades
Dos tempos que não vivi
Pois sem regar a semente,
A flor murchou e caiu.

E guardados na memória
Os tempos em que não existiram
Por virem brilhar agora
A luz que ainda não viram.

Neuza Maria De Barros
24/09/2015

Category: Home, Neuza Maria de Barros, Poetisas  | Tags:  | Comments off
Author:
• terça-feira, setembro 22nd, 2015


Leia mais

Category: Adilson Alchuiy, Home, Poetas  | Tags:  | Comments off
Author:
• terça-feira, setembro 22nd, 2015

no hospício morrem lentamente
quem não leu Neruda
ou os salmos distantes
não distingue a metamorfose
dos mortos
o cheiro de alixe
o amadurecimento dos tomates
as oferendas que o diabo
aceita nos tratados falsos
porém na realidade te dedico
o motivo da cítara no meu sangue
o gélido poema na imortalidade
fímbria esvaída em paixões
que consomem a carne
o coito abrupto
as rosas com espinhos
que furam os balões
no parque
amolgo o fogo celeste no prisma
velocíssimo das noites…

Category: Adilson Alchuiy, Home, Poetas  | Tags:  | Comments off
Author:
• segunda-feira, setembro 21st, 2015

Meus sonhos vão muito além
No que diz respeito as ilusões
E me encontro em longo túnel
Para estadia não passar em vão.

Da matéria que me faço viva
Para a expressão dos desejos
Não busco as cobiças do ouro
Que nos caminhos se desfalecerão.

Os mistérios que a mim tanto incita
Em desejos de desvendar
Em trazer a luz que esclareça
Aos olhos o que ainda não viu.

Neuza Maria De Barros Winkler
20/09/2015

Category: Home, Neuza Maria de Barros, Poetisas  | Tags:  | Comments off
Author:
• domingo, setembro 20th, 2015

Nos versos de um poema
Expressando  sentimentos
Onde o coração a nascente
A jorrar todo amor existente.

E em momentos marcantes
Que a vida vivência
São segredos da alma
Que no tempo se eterniza.

Neuza Maria De Barros
19/09/2015

Category: Home, Neuza Maria de Barros, Poetisas  | Tags:  | Comments off
Author:
• domingo, setembro 20th, 2015

As mudanças são repentinas
Vamos abraçar e seguir
Todas mudanças são boas
Deixa a vida fluir.

Ela sabe pra onde me leva
Ansiedade quer se instalar
Ponho os pensamentos quietos.
E permito a vida me guiar.

Neuza Maria De Barros
18/09/2015

Category: Home, Neuza Maria de Barros, Poetisas  | Tags:  | Comments off
Author:
• quinta-feira, setembro 17th, 2015

Leia mais

 

Category: Fernando Melo, Home, Poetas  | Tags:  | Comments off