Author:
• sábado, setembro 05th, 2015

O ódio quando não cega de vez
Faz enxergar tudo diferente
Onde existe uma rosa
Só enxerga espinhos

A vida se torna um lixo
Por se viver o lixo da vida
No lugar de campos floridos e sol
Amor e consideração com amizade

Delicadeza e solidariedade
Somem no vento da raiva

Razão
É o que todo mundo tem em tudo
Mesmo não sabendo nada

Bom é ter amor e ser amado
Vivendo a vida do riso e do choro
Com tudo que tem que acontecer acontecendo

Coisa boas e ruins na vida de todos
É preciso estar de olhos abertos
Para poder ver e saber

Triste quando acontecimentos maravilhosos chegam
Mas quem quer enxergar a parte ruim
Vê apenas coisas ruins mesmo que sejam boas
E o olho engana o coração que engana o olho
Que se engana e engana todo o resto

Joel Cavalcante

Category: Home, Joel Cavalcante, Poetas  | Tags:
You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. Both comments and pings are currently closed.

Comments are closed.