Author:
• terça-feira, novembro 24th, 2015

Constante levo comigo,
Esse amor que eu sinto
Esse sol que não se apaga,
Luz que sempre reflete
Mesmo sob nuvens encoberto.
Quisera ser apenas seu brilho
Em facho de luz reluzente
Iluminando o que escuresse
E a brilhar eternamente.

Neuza Maria De Barros
07/11/2015

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. Both comments and pings are currently closed.

Comments are closed.