Author:
• terça-feira, novembro 24th, 2015

Sou quem planto meu destino
Desfolhando as folhas mortas
Renovando o meu jardim
Retirando matos que em mim brotam.
Sou eu quem me acordo
Pra viver um novo dia,
Sou eu quem faço escolhas
E o sabor de cada hora,
Sou eu quem me defino
Nas tristezas ou alegrias.
E sigo sempre insistindo
Em te ter em todas as horas,
Pois em horas que afastados
Me perco na noite escura.
Só você me traz a luz
E a coragem que desafia
Sejam plenas as estradas
Ou acidentadas trilhas,
Em que a vida me destina.
Então que o amor se plante
Em mim como oração constante
E regado com muito carinho
Multiplique a plantação.

Neuza Maria De Barros
06/11/2015

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. Both comments and pings are currently closed.

Comments are closed.