mar 15 2017

Viral da BBC

 

O professor americano Robert Kelly e sua mulher, a ex-professora de ioga Jung-a-Kim, falaram nesta terça-feira à BBC sobre como estão lidando com a fama inesperada depois de um vídeo que viralizou na internet.

Na semana passada, Kelly dava uma entrevista ao vivo à BBC sobre o impeachment da presidente da Coreia do Sul quando, de repente, foi surpreendido pelos dois filhos, Marion e James, que invadiram a sala onde estava.

Em seguida, as crianças são retiradas do local por Jung-a-Kim, que entra rapidamente no quarto e, num toque final, se arrasta no chão para fechar a porta.

“Nós entendemos porque as pessoas acharam tão engraçado, é pegar uma família desprevenida”, disse Kelly.

“Mas nossa primeira reação foi ficar com receio de que a BBC nunca mais nos ligasse.”

O casal disse que a resposta ao vídeo foi “surreal” e que eles estão tentando lidar com a enxurrada de emails e pedidos de entrevista.

Jung-a-Kim também respondeu à polêmica sobre estereótipos e preconceito, causada pelo fato de que muitos espectadores do vídeo na internet supuseram que, por ter feições asiáticas, ela seria a babá das crianças.
“Quero que as pessoas apenas se divirtam, espero que parem com essa discussão”, disse. “Eu não sou a babá, essa é a verdade.”

Ela disse que estava gravando a entrevista do marido quando se deu conta de que os filhos tinham invadido a sala.
“Tinha um atraso na imagem, então não consegui ver Marion assim que ela entrou no quarto”, relembra. “Não consegui pensar em nada na hora.”
Sem calças?

Nas redes sociais, alguns criticaram a reação do pai, que afastou a filha ao perceber que ela havia invadido a sala onde ele estava sendo entrevistado ao vivo.

“Tentei empurrar minha filha para trás da cadeira porque temos brinquedos e livros para eles aqui nesse quarto, é o meu escritório. Queria que ela lesse um livro até a entrevista acabar”, explicou Kelly.
“Mas quando meu filho entrou no andador, já não tinha nada que eu pudesse fazer. Estava esperando que vocês cortassem logo e tentei manter a compostura.”

O americano, especialista em Coreia do Sul, também derrubou a teoria de que não teria levantado da cadeira para tirar os filhos do escritório porque estaria de pijama ou, pior, apenas de cueca.

“Eu estava de calças!”, disse, rindo. “E também não foi nada planejado, algumas pessoas me perguntaram isso.”
“Não quero que meus filhos achem que não devem entrar no meu escritório, mas ao mesmo tempo não consigo fazer muita coisa se eles entrarem o tempo todo. É uma dessas questões de equilíbrio entre vida pessoal e profissional.”

Fonte:BBC Brasil

Link permanente para este artigo: http://cabana-on.com/Point/index.php/2017/03/15/viral-da-bbc/

mar 15 2017

Irmão de Luciano Huck faz desabafo sobre homossexualidade, assista!

Apesar de ter uma carreira já consolidada, o cineasta e diretor Fernando Grostein virou mesmo notícia quando um jornalista publicou que ele seria gay há cerca de um ano. Irmão de Luciano Huck por parte de mãe, ele usou suas redes sociais para assumir a homossexualidade e se mostrar indignado com o fato de ter sido notícia por se relacionar com outros homens.

Agora, o irmão do apresentador lançou seu canal no YouTube e fez um longo desabafo sobre como foi descobrir que era homossexual, gerando ainda mais comoção do público que o acompanha nas redes sociais, afinal, já faz sucesso desde quando lançou seu documentário Quebrando Tabu, que se tornou uma fanpage no Facebook acessada, principalmente, entre os jovens.

No vídeo, Fernando pergunta: Você já se sentiu um E.T? Em seguida, ele narra todos os momentos em que se sentiu deslocado ao lado da família, principalmente quando seu pai, o publisher da Playboy Mário de Andrade, falava sobre as capas de revista com mulheres nuas à mesa do jantar.

Ao contar que na adolescência tinha dificuldades em se relacionar com os amigos na escola, pois não possuía os mesmos gostos e tampouco tinha interesse por meninas, desabafou: – Eu me sentia cada vez mais um ET. Alguém que não pertencia a esse mundo. O irmão de Huck ainda revelou como foi se relacionar com um homem pela primeira vez, o medo que sentiu após isso e como foi revelar para a família que gostava de homens. Grostein confessou que sentiu falta de um apoio familiar nesses momentos:

– Na minha época fez falta alguém dizer para mim assim Olha, tá tudo certo em ser gay, olha, não tem problema nenhum, olha, ser gay não é sinônimo de dar errado. E eu de repente comecei a ver que é muito legal, entendeu, ser gay e falar disso numa boa. Eu aprendi uma coisa me desentendendo com algumas pessoas queridas por conta desse assunto: que, às vezes, as pessoas que têm preconceito, elas apenas estão com medo, elas apenas estão com uma certa ignorância. E são pessoas queridas, que a gente gosta muito, e que às vezes a gente tem que ter paciência e tolerância para falar Olha, tá tudo bem em ser gay.

Para finalizar, o diretor diz que se sentiu em paz quando recebeu o apoio de pessoas queridas: – É muito bom você estar em paz. Vale a pena você assumir. E (saber) que pode acreditar e confiar. É difícil no começo, mas passa. E depois você se aproxima da sua família, dos seus amigos, a tua vida fica melhor. Você encontra a sua felicidade. E aconselhou: – Seja um E.T. e está tudo certo e um mundo com vários sabores com diversidade é muito mais divertido.

Fonte:MSN

Link permanente para este artigo: http://cabana-on.com/Point/index.php/2017/03/15/irmao-de-luciano-huck-faz-desabafo-sobre-homossexualidade-assista/

mar 15 2017

Internet parou? Veja dicas de como solucionar o problema

Desde o surgimento da internet, na década de 60, durante a Guerra Fria (conflitos de ideias entre a União Soviética e os Estados Unidos), ninguém é mais o mesmo. Com os avanços no campo da tecnologia, as pessoas passaram a criar uma dependência muito maior do uso da web. O que antes era usado por acaso, agora, é por necessidade. Quem não se conecta, parece não fazer parte do mundo.

Essa Era da Informação, a qual é vivida no momento, elevou o número de usuários de conexões. De acordo com o Ibope, o Brasil possui cerca de 105 milhões de internautas hoje. E as estatísticas não param de aumentar. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), no País, são registradas cerca de duas linhas de internet por segundo. Em breve, o Brasil deve ultrapassar o Japão e tornar-se a quarta potência em acessos ao universo online.

Entretanto, algo assombra a vida dos brasileiros: os problemas de rede, ou seja, a hora que a internet cai, morre e não volta por nada.

Por isso, veja, a seguir, algumas dicas de como ressuscitar a sua rede antes de entrar em contato com a operadora e passar nervoso com o telemarketing:

Hora de reiniciar
Reinicie o computador, o roteador e o modem. Aguarde ao menos um minuto após desligá-los e ligue-os. Com um pouco de sorte, bastará este procedimento para a internet voltar mais forte do que nunca.

Sinal do Wi-Fi
Se o sinal do Wi-Fi parar de funcionar, existe um jeito de identificar se é o sinal, a internet ou roteador o grande causador do problema. Pegue um cabo de rede e faça a conexão entre o computador e a entrada de LAN do roteador (ele está localizado na parte de trás do aparelho). Caso o acesso funcione, significa que o defeito está com o Wi-Fi.

Senha errada, sinal fora do alcance ou erro de configuração podem ser os responsáveis por isso. Se nada der certo, opte por usar o cabo de rede até que um técnico realize o reparo.

Atenção ao computador
Teste a conexão de outros computadores. Se não tiver, peça que um amigo leve o notebook dele quando for visitá-lo para realizar o procedimento. Se a internet funcionar para ele, significa que o problema está com o seu PC.

Quando ninguém consegue conectar, indica que o roteador ou o provedor da web (UOL, Terra, Globo, entre outros) é o responsável por isso. Logo, o indicado é entrar em contato com o canal para ser auxiliado no passo a passo de reparo.

Resetar o modem
Não existe segredo para resetar o modem. Normalmente, existe um botão bem pequeno que, para acessá-lo, é necessário um palito. Aperte-o (ele está na parte de trás do modem) e veja se melhora em algo. Lembre-se que só de tirá-lo da tomado, já conta como um resete também.

Não tem jeito
Se nenhum dos passos acima deu certo, o jeito é encarar a realidade e entrar em contato com a sua operadora por telefone, para ver no que eles podem ajudar.

Seja paciente, explique o ocorrido, tente realizar os testes deles e, se nada der certo, peça para que um técnico visite sua casa e veja o que aconteceu de fato. Às vezes, pode ser defeito no modem, no roteador, na linha do telefone ou algum elemento surpresa, o qual apenas ele poderá ajudar.

Fonte:Mundo Positivo

Link permanente para este artigo: http://cabana-on.com/Point/index.php/2017/03/15/internet-parou-veja-dicas-de-como-solucionar-o-problema/

mar 15 2017

Estados Unidos vão enviar drones armados à Coreia do Norte

O Pentágono anunciou na segunda-feira (13) que vai enviar drones armados à Coreia do Norte. O envio dos chamados Gray Eagle MQ-1C foi anunciado poucos dias depois do início de exercícios militares conjuntos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos, após a confirmação do governo norte-coreano da realização de testes bem-sucedidos com mísseis balísticos de longo alcance.

Os drones armados, entretanto, não serão direcionados somente à Coreia do Norte, liderada por Kim Jong-un. O porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, Jeff Davis, afirmou que a utilização dos Gray Eagle MQ-1C faz parte de um plano estratégico global. “Não é só para a Coreia do Norte. Todas as divisões do Exército vão utilizar esses drones”, afirmou, em entrevista. Ainda segundo o Pentágono, a Coreia do Sul vai receber uma equipe para operar os drones no início do ano que vem.

As manobras militares conjuntas entre a Coreia do Sul e os Estados Unidos são realizadas anualmente. No ano passado, cerca de 17 mil soldados dos norte-americanos participaram da iniciativa.

Atualmente, de acordo com o Pentágono, o Exército do país tem 28 mil soldados na missão da Coreia do Sul.

Fonte: Mundo Positivo

Link permanente para este artigo: http://cabana-on.com/Point/index.php/2017/03/15/estados-unidos-vao-enviar-drones-armados-coreia-norte/

mar 15 2017

Mousse de goiaba sem lactose

Ingredientes
Mousse
4 goiabas vermelhas médias sem casca e sementes
12 g de gelatina em pó sem sabor
1 colher (sopa) de suco de Limão
1 xícara (chá) de Suprasoy sem Lactose
3 claras
9 colheres (sopa) de açúcar

Calda
a polpa de 2 goiabas
4 colheres (sopa) de açúcar

Modo de Preparo
1. Bata no liquidificador as polpas de goiaba com 2 xícaras (chá) de água (400 ml), depois passe pela peneira, reserve.
2. Dissolva a gelatina em banho-maria, com 5 colheres (sopa) de água, adicione o suco de goiaba, o suco de limão, o Suprasoy sem Lactose, misture bem e reserve.
3. Bata as claras em neve com o açúcar e misture delicadamente ao suco reservado. Coloque em taças e leve à geladeira por 3 horas.
4. Enquanto isso prepare a calda: coloque as polpas de goiaba no liquidificador e bata. Passe o suco por uma peneira, adicione o açúcar e 1 xícara (chá) de água (200 ml), coloque numa panela pequena e leve ao fogo médio até levantar fervura. Deixe esfriar e sirva acompanhando a mousse.

Fonte: Mundo Positivo

Link permanente para este artigo: http://cabana-on.com/Point/index.php/2017/03/15/mousse-de-goiaba-sem-lactose/

mar 08 2017

Os inesperados ‘perigos’ do Status do WhatsApp

O primeiro vídeo foi divertido. Uma gracinha do cachorro, primeiro, e fantasiados para o Carnaval, depois. Queria que experimentar os recentes Status do WhatsApp e continuar com os hábitos já adquiridos no Instagram e Snapchat, e dois vídeos triviais seriam o mais adequado para dar vida a essa interessante nova função. O dia transcorreu e, ao voltar para casa, uma olhada rápida na parte moleza do assunto: quem viu os vídeos? Dividido entre a curiosidade e a vaidade, conhecer o impacto de nossa obra representa a peculiar recompensa da ação. Mas o susto foi tremendo: “João, Encanador”, “Hotel Sol” e um dos melhores clientes estavam entre os inesperados espectadores. Temos um real controle sobre o que estamos difundindo?

Os status do WhatsApp emulam a função que tanto sucesso obteve com o Snapchat e, posteriormente, foi copiada pelo Instagram Stories e o Facebook: os vídeos efêmeros. No momento em que publicamos um vídeo em nosso status e, dependendo da configuração de nossa privacidade, este será visível durante 24 horas para toda nossa lista de contatos. Alguém poderia pensar que não há diferença em relação às redes sociais: não há controle real sobre o que publicamos e qualquer um poderia ter acesso a essa informação e, em certo sentido, é assim. Qual é a diferença, então, com os status do WhatsApp? Fundamentalmente que nestes últimos aparecerão nos celulares com nosso nome e sobrenome de pessoas que possivelmente não usam redes sociais, e não nos seguem nelas, ou que sejamos nós que não queremos introduzir todas essas pessoas nos conteúdos de nossas redes sociais.

O exemplo do encanador ou o contato do hotel no qual passamos as últimas férias é realmente chocante: uma passada rápida em nossa lista de contatos nos mostra que nela temos todo tipo de pessoa, desde amigos e familiares até clientes e colegas de trabalho. Queremos realmente que qualquer uma dessas pessoas nos veja com a fantasia de Carnaval? Esta situação é possivelmente a consequência de incorporar uma função externa a um aplicativo projetado com outra finalidade, mas, por sorte, pode ser solucionada… mais ou menos.

Como selecionar quem pode acompanhar seu Status:
O WhatsApp permite ao usuário três maneiras de difundir o conteúdo (acessando Status e pressionando Privacidade).

Estas são as opções:
– Meus contatos: qualquer atualização aparecerá nos celulares de todos os nossos contatos de forma indiscriminada.
– Meus contatos exceto….: os status serão vistos por todos os nossos contatos, salvo os que especificarmos.
– Só compartilhar com….: escolheremos um a um os contatos que podem ter acesso a nosso vídeo ou fotografia.

Mas há um porém. É que em teoria parece que o usuário conta com um bom conjunto de medidas para ter sob controle a difusão do conteúdo, mas, na prática, é difícil porque a seleção tanto dos excluídos como dos contatos que queremos que vejam nosso status precisa ser feita manualmente, um a um. E é muito comum que o número de contatos seja tão grande que, na prática, se torne inviável fazer o controle efetivo dessa informação.

Portanto, para os que querem tirar proveito dessa ferramenta e ficar tranquilos, a única opção é dedicar o tempo que for preciso, uma primeira vez, para confeccionar a lista dos destinatários com os quais realmente queremos compartilhar as votos e vídeos, e pensamos em por em nosso status do WhatsApp. E não se esquecer de configurá-la toda vez que novos contatos forem adicionados à agenda.

Fonte: MSN

Link permanente para este artigo: http://cabana-on.com/Point/index.php/2017/03/08/os-inesperados-perigos-status-whatsapp/

mar 08 2017

Saiba como agir em caso de ataques de ódio na internet

Nos últimos meses, casos de ataques de ódio ganharam destaque na imprensa brasileira, como os direcionados à nadadora olímpica Joanna Maranhão, às atrizes Taís Araújo, Maísa e Sheron Menezes e às cantoras Ludmilla e Preta Gil. Isso sem mencionar as mensagens agressivas que pessoas não-públicas recebem diariamente na internet.

Todas essas situações refletem um grande ódio contra as minorias, como negros, mulheres, pessoas com deficiência e LGBTs. Na internet, sobretudo, há uma sensação de impunidade que deixa as pessoas seguras para externar seus preconceitos sem qualquer limite. No entanto, o que poucos sabem é que esse tipo de conduta é crime e pode ser punido.

Mas o que fazer na ocorrência de um ataque nas redes sociais? Para ajudar as vítimas, o escritório feminista Braga & Ruzzi Sociedade de Advogadas produziu uma cartilha explicando o passo a passo para fazer a denúncia desses crimes virtuais.
Confira na íntegra:

1º passo:
Tire “prints” de tudo: do post, dos comentários, dos perfis agressores e salve os respectivos links (url) de cada um deles. Denuncie ao site ou rede social que hospeda esse conteúdo.

2º passo:
Reúna esse material e dirija-se a um Cartório de Notas. Peça ao tabelião para registrar uma ata notarial. Este é um documento de plena validade jurídica, que poderá ser usado como uma prova incontestável em um futuro processo judicial. Ainda que os agressores venham a remover os comentários e seus perfis, você terá uma garantia legal de que esses ataques realmente aconteceram.

Nesta ata, o tabelião irá descrever o ocorrido, inserindo todos os prints, links e imagens coletados.
Esse passo não é obrigatório para a denúncia, mas é altamente aconselhável devido à fé pública que os documentos notariais possuem.

3º passo:
Vá a uma delegacia de polícia, de preferência uma delegacia especializada em crimes digitais e peça para registrar um boletim de ocorrência. Relate tudo que aconteceu e leve com você o material reunido por impresso. Você também pode levar cópia de tudo em um CD ou pendrive para deixar com as autoridades policiais.

Esse tipo de conduta costuma ser enquadrada no crime de injúria, e dependendo do conteúdo, pode ainda configurar injúria racial, difamação, calúnia, ameaça, incitação ao crime, entre outros.

Peça para que se instaure um inquérito policial para investigar as circunstâncias do crime, bem como seus autores.

4º passo:
Procure uma advogada. Normalmente essas condutas configuram crimes de ação penal privada, de forma que é necessário contratar uma advogada para dar continuidade ao processo contra os agressores. Para tanto, será necessário descobrir a identidade pessoal deles.

Além disso, é possível ainda entrar com processo por danos morais na esfera cível, podendo garantir inclusive uma indenização. No caso de a rede social ter recebido a sua denúncia e não ter removido o conteúdo do ar, ela passa a ser solidariamente responsável, podendo-se exigir a indenização dela também.

Por fim, não exponham os seus agressores publicamente, seja por meio das redes sociais, seja pelo boca a boca. Eles têm meios de se proteger legalmente e esse tipo de conduta pode prejudicar enormemente as vítimas, pois elas podem ser acusadas de calúnia e difamação. Ainda que seja frustrante, o ideal é tirar os prints, denunciar as páginas e procurar reparação pela via oficial, garantindo maior segurança.

Portanto, é interessante que essas agressões sejam levadas ao poder judiciário, para que as vítimas possam ser reparadas pelos danos morais que sofreram e que os agressores possam responder por suas atitudes.

Fonte: MSN

Link permanente para este artigo: http://cabana-on.com/Point/index.php/2017/03/08/saiba-como-agir-em-caso-de-ataques-de-odio-na-internet/

mar 08 2017

Moro autoriza Polícia Federal a periciar acervo presidencial de Lula

O juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, autorizou a Polícia Federal (PF) a periciar o acervo pessoal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Moro atendeu a pedido feito pela força-tarefa da Operação Lava Jato, que apura supostos pagamentos mensais da empreiteira OAS por serviços de guarda de objetos pessoais recebidos como presentes oficiais durante o período em que Lula esteve no cargo.
 
De acordo com a decisão, assinada no dia 17 de fevereiro, a PF está autorizada a abrir e analisar o conteúdo de duas caixas identificadas com as palavras “praia” e “sítio”, que estão apreendidas no galpão do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP). Moro deu prazo de 20 dias para que a Polícia Federal apresente as conclusões sobre a análise do material.
 
O resultado da investigação poderá ser usado pela Lava Jato em outra investigação sobre ilegalidades em uma proposta de compra de um apartamento triplex em Guarujá, no litoral paulista, e a respeito de reformas no Sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), local frequentado pela família do ex-presidente.
 
Em nota, a defesa de Lula informou que recorreu da decisão e disse que Sérgio Moro não tem competência legal para julgar questões referentes ao acervo da Presidência da República. Para os advogados, a decisão de Moro é ilegal e incompatível com os princípios constitucionais de impessoalidade e da legalidade.
 
“A composição do acervo presidencial de Lula seguiu as mesmas diretrizes observadas em relação a todos os ex-presidentes da República desde 1991, quando foi editada a citada Lei 8.394. Em 9 de fevereiro, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso prestou depoimento perante o juízo da 13ª Vara de Curitiba esclarecendo que os presentes por ele recebidos de chefes de Estado, nas viagens oficiais, foram incorporados ao seu acervo presidencial privado, a exemplo do que ocorreu com Lula”, argumentou a defesa.

Fonte: Portal Positivo

Link permanente para este artigo: http://cabana-on.com/Point/index.php/2017/03/08/moro-autoriza-policia-federal-periciar-acervo-presidencial-de-lula/

mar 08 2017

Protestos, mutirões de saúde e homenagens marcam Dia da Mulher em São Paulo

O Dia Internacional da Mulher, comemorado na quarta-feira (8), será marcado na capital paulista por diferentes atividades que incluem exames gratuitos de mamografia, mutirão de testagem de HIV, ato simbólico na Bolsa de Valores, premiações, além de protestos e eventos culturais.

Das 9h às 16h, mulheres que passarem pelo Terminal Metropolitano do Jabaquara, na zona sul da cidade, poderão participar de um mutirão de teste rápido de HIV. Serão disponibilizados cerca de 400 testes, cujo resultado sai em 30 minutos. Haverá também distribuição de 14 mil preservativos masculinos, 2 mil preservativos femininos e 8 mil sachês de gel lubrificante. A ação é da Secretaria Estadual da Saúde.

Outra ação será feita pela Escola de Medicina da Universidade Federal de São Paulo. Haverá mutirões de mamografia de hoje até o próximo dia 10. De acordo com a instituição, o câncer de mama, depois do carcinoma de pele não melanoma, é o mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo. A ação é em parceria com a indústria farmacêutica Bayer.

Ainda de manhã, a partir das 9h, a BM&Bovespa vai soar a campainha que indica a abertura do pregão em apoio à igualdade de gênero. O ato simbólico contará com a participação de representantes da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman, da Rede Brasil do Pacto Global da ONU, Beatriz Carneiro, da presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano, além de representantes da Bovespa.

Protestos
Atos políticos estão marcados para o fim do dia na capital paulista. No vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista, setores espontâneos independentes e coletivos feministas convocaram um ato, pelas redes sociais, que já conta com mais de 15,7 mil confirmações. O “8M – Paralisação Internacional das Mulheres SP”, marcado para as 16h, faz parte de uma mobilização internacional que, segundo a organização, conta com a participação de pelo menos 30 países. Na pauta do protesto, estão temas como a legalização do aborto, a vulnerabilidade social de mulheres negras e a invisibilidade das mulheres lésbicas. Outro ato reunirá mulheres na Praça da Sé, no centro da capital, a partir das 15h.

Homenagem
À noite, o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) homenageará as melhores iniciativas no combate à violência contra a mulher no país. A cerimônia do Selo FBSP de Práticas Inovadoras 2017 ocorre no Museu da Casa Brasileira, a partir das 19h. Foram eleitas dez iniciativas, entre elas o Núcleo de Estudo e Pesquisa em Violência de Gênero e Núcleo Policial Investigativo do Feminicídio, no Piauí; a Rede de Frente (Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica Contra Mulher), de Barras de Garças e Pontal do Araguaia, em Mato Grosso; e a Ronda Maria da Penha para Homens, na Bahia.

Na semana
No domingo (12), a Fundação Procon-SP, da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, participa do evento Mulher ComVida, das 9h às 19h, no Parque do Carmo. O evento é organizado pelo Sindicato dos Comerciários de São Paulo e tem como público mulheres em situação de vulnerabilidade social. Os técnicos do Procon darão esclarecimentos aos consumidores sobre direitos, além de orientações sobre dívidas.

Fonte:Portal Positivo

Link permanente para este artigo: http://cabana-on.com/Point/index.php/2017/03/08/protestos-mutiroes-de-saude-e-homenagens-marcam-dia-da-mulher-em-sao-paulo/

mar 08 2017

Fantasma de menino aparece em selfie de mulher durante viagem

A britânica Melissa Kurtz levou um susto e tanto. A matriarca de 48 anos ficou em “choque” ao ver fazer uma selfie no carro, a caminho de um concurso de beleza, do qual a filha participaria. O motivo? Um pequeno detalhe que apareceu no canto direto da fotografia: o fantasma de um garoto no banco dos passageiros.

Em entrevista ao jornal The Sun, ela afirmou que não havia ninguém, naquele momento, dentro do carro. E ao ver a imagem, chegou a pesquisar sobre acidentes na rodovia por onde passou. “Há acidentes lá frequentemente. É um trecho perigoso da estrada”, revelou Melissa ao ficar surpresa ao descobrir que uma família inteira morreu no local onde a foto foi tirada.

A selfie chegou a ser apresentada ao diretor de parapsicologia e estudos paranormais do Canadá, Greg Pocha, que contou que o fantasma podia ser verdadeiro. “Há possibilidade da foto ser autêntica”, garantiu o especialista, já que a imagem demonstra que o menino não tem cor ou “temperatura” no registro.

E o que você acha?

Link permanente para este artigo: http://cabana-on.com/Point/index.php/2017/03/08/fantasma-de-menino-aparece-em-selfie-de-mulher-durante-viagem/

Posts mais antigos «

» Posts mais novos