dez 24 2016

11 tradições curiosas e bizarras de Natal pelo mundo

A época mais esperada do ano – para alguns – traz também a lembrança que nem só de Papai Noel barbudo e de roupa vermelha vive o Natal.

Dependendo do país em que você esteja, é possível que as comemorações ganhem ares mais religiosos, mais pagãos ou mesmo nenhum nem outro. A seguir, nós listamos 11 tradições de Natal pelo mundo que são curiosas, bizarras e, por isso mesmo, maravilhosas. Confira!

1. Festival das Lanternas Gigantes, Filipinas

O Festival das Lanternas Gigantes (Ligligan Parul Sampernandu) acontece todos os anos, no sábado antes da véspera de Natal, na cidade de San Fernando – a “Capital do Natal nas Filipinas”. O festival atrai espectadores do país inteiro e de várias partes do mundo. Onze barangays (vilarejos) participam da disputada competição para ver quem cria as lanternas mais elaboradas.

Originalmente as lanternas eram confecções simples de pouco mais de meio metro de diâmetro, feitas papel de hapon (como o origami japonês) e iluminadas por velas. Hoje, as lanternas são produzidas com uma variedade de materiais e podem medir mais de seis metros, iluminadas por lâmpadas elétricas que brilham formando um caleidoscópio de sequências de luz.

2. Bode de Natal, Suécia

Desde 1966, um bode de 13 metros altura é construído na praça central de Gävle, no norte da Suécia. Mas essa tradição acabou gerando uma outra “tradição” por lá – a de tentar incendiar e derrubar o tal bode. Em 48 anos de história, o Bode de Natal foi queimado 26 vezes – a mais recente em 2013.

Quem quiser ver se o Bode vai sobreviver este ano – ele está na praça desde 1o de dezembro – é possível conferir o “progresso” no site Visit Gävle com um vídeo em tempo real.

3. Krampus, Áustria

criatura demoníaca que ronda as ruas assustando criancinhas e punindo as malvadas – não, não é Halloween, mas sim o cúmplice de São Nicolau, o temido Krampus.

Segundo a tradição na Áustria , São Nicolau recompensa as bons meninos e meninas, enquanto Krampus sai para capturar as crianças que se comportaram mal, carregando-as dentro de um saco. Na primeira semana de dezembro, garotos vestem-se de Krampus (especialmente na véspera do Dia de São Nicolau), assustando as crianças com sinos e correntes pelas ruas.

4. Ceia com KFC, Japão

O Natal nunca teve grande importância no Japão. Com exceção de algumas trocas de presentes e luzinhas decorativas, o Natal é quase uma curiosidade estrangeira no país. Entretanto, uma nova e bizarra “tradição” apareceu nos últimos anos – a da ceia do Dia de Natal ser composta, basicamente, de comida do Kentucky Fried Chicken (a rede americana de fast-food KFC).

5. Duendes Troll, Islândia

Nos 13 dias que antecedem o Natal, 13 duendes do tipo troll saem às ruas para brincar na Islândia.

Os chamados “Jólasveinarnir” visitam as crianças ao redor do país durante as 13 noites antes do Natal. Para cada noite do Yule, as crianças colocam seus melhores calçados na janela e um “duende” diferente deixa presentes para os bons meninos e meninos, e batatas podres para os que se comportaram mal.

Vestidos com trajes tradicionais, os tais duendes são bastante travessos e seus nomes dão a dica do tipo de traquinagem que aprontam. Entre eles os “o “espiador de janelas”, o “ladrão de salsichas” e o “lambedor de colheres”.

6. Dia de São Nicolau, Alemanha

Diferente do Weihnachtsmann (Papai Noel), Nikolaus viaja de burro no meio da noite do dia 6 de dezembro (Nikolaus Tag) e deixa presentinhos como moedas, chocolates, laranjas e brinquedos nos sapatos dos bons meninos por toda a Alemanha, em especial na região da Bavária.

São Nicolau também visita as crianças em escolas ou em casa, e em troca de doces ou presentes, cada criança deve recitar um poema, cantar uma música ou fazer um desenho. Resumindo: ele é um cara legal.

Mas nem tudo é festa e diversão. Nicolau quase sempre traz consigo o Knecht Ruprecht (o auxiliar Rupert), um tipo meio demoníaco de roupas escuras e coberto por sinos e uma barba suja. E ele carrega uma vara ou um pequeno chicote para punir as crianças que não se comportam bem durante o ano…medo!

7. Noruega

Possivelmente uma das mais curiosas tradições na véspera de Natal está na Noruega, onde as pessoas escondem suas vassouras. É uma tradição que vem de muitos séculos, quando acreditava-se que bruxas e espíritos do mal saíam na véspera do Natal em busca de vassouras para voarem. Até hoje, muitos escondem suas vassouras em lugares seguros da casa, para que elas não sejam roubadas.

8. Acendendo o Menorá Nacional, Washington


O feriado judaico do Hanukkah (ou Chanucá) é celebrado com grande fervor pelos Estados Unidos, com um de seus eventos mais elaborados acontecendo em um palco nacional. Desde 1979, um Menorá gigante de quase 10 metros é erguido nas dependências da Casa Branca pelos oito dias do Hanukkah. A cerimônia em Washington, D.C. é marcada por discursos, música, atividades para as crianças e, claro, o acendimento do Menorá.

9. Venezuela

Tudo parece típico e tradicional no Natal na Venezuela. Em Caracas, por exemplo, toda véspera de Natal, os moradores vão à igreja pela manhã. Até aí tudo bem… não fosse pelo fato de que, por algum motivo, eles vão de… patins!

A curiosa tradição é tão popular que as ruas da cidade são fechadas para carros para que as pessoas possam ir de patins (rollers) com segurança até a igreja. Na volta para casa, tanto exercício será recompensado com uma ceia à base das típicas tamales (massas cozidas a vapor e com recheios variados).

10. Dia das Velinhas, Colômbia

O Dia das Velinhas (Día de las Velitas) marca o início da temporada de Natal na Colômbia. Em homenagem à Virgem Maria e a Imaculada Conceição, as pessoas deixam velas e lanternas de papel nas janelas, sacadas e pátios de suas casas.

A tradição das velas cresceu e, hoje em dia, cidades inteiras espalhadas pelo país se iluminam com decorações super elaboradas. Algumas das melhores podem ser vistas em Quimbaya, onde os bairros se enfrentam para disputar quem tem as melhores decorações.

11. Cavalgada das Luzes, Toronto

Na gelada e bela Toronto, a Cavalgada das Luzes marca o início oficial da temporada anual de festas de fim de ano. Hoje em sua 49a edição, a primeira Cavalgada aconteceu em 1967, para exibir as recém construídas City Hall (prefeitura) e a Praça Nathan Phillips.

A praça e a bela árvore são iluminadas com mais de 300.000 luzes de LED (eficientes) que brilham todas as noites (até 23h) até o Ano Novo.

Fonte: MOMONDO

Link permanente para este artigo: http://cabana-on.com/Point/index.php/2016/12/24/11-tradicoes-curiosas-e-bizarras-de-natal-pelo-mundo/

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE